spx-clinica-spx-imagem-testes-para-vacina-contra-o-cancer

Testes para Vacina contra o Câncer: Avanços nos Países Europeus

Saiba mais informações sobre os testes para vacina contra o câncer que serão realizados em pacientes de diversos países da Europa

 

Uma iniciativa inovadora no Reino Unido oferece a milhares de pacientes com câncer a oportunidade de participar de ensaios clínicos voltados para o desenvolvimento de vacinas personalizadas. Assim, mais de 30 hospitais já se registraram na Plataforma de Lançamento de Vacinas contra o Câncer, que visa facilitar o acesso dos pacientes aos próximos testes clínicos.

Em síntese, essas vacinas utilizam a tecnologia de RNA mensageiro (mRNA), a mesma empregada em algumas vacinas contra a covid-19. O objetivo, sobretudo, é treinar o sistema imunológico para identificar e atacar células cancerígenas remanescentes, potencialmente reduzindo o risco de recidiva da doença.

Os ensaios clínicos não se restringem ao Reino Unido, e eventualmente incluirão pacientes da Alemanha, Bélgica, Espanha e Suécia, que poderão receber até 15 doses da vacina personalizada como parte desses estudos promissores.

Ensaio Clínico dos Testes para Vacina contra o Câncer

spx-clinica-spx-imagem-analise-testes-para-vacina-contra-o-cancer

Elliot Pfebve, de 55 anos, tornou-se o primeiro paciente na Inglaterra a receber um tratamento pioneiro com uma vacina personalizada contra o câncer de cólon. Após passar por cirurgia e quimioterapia, então, Elliot recebeu a vacina no Hospital Queen Elizabeth, em Birmingham, cidade do norte da Inglaterra.

No entanto, apesar do tratamento inicial, exames revelaram que Elliot ainda apresentava fragmentos de DNA cancerígeno na corrente sanguínea, aumentando, analogamente, o risco de recidiva da doença.

Em busca de novas opções terapêuticas, ele se voluntariou para testar uma vacina experimental desenvolvida pela empresa farmacêutica alemã BioNTech, que utiliza a tecnologia de RNA mensageiro (mRNA).

"Estou emocionado. Pesquisei um pouco sobre o teste do tratamento. Se for bem-sucedido, será um grande avanço médico".

- Elliot Pfebve

Como Funcionam as Vacinas Contra o Câncer?

As vacinas contra o câncer, acima de tudo, são desenvolvidas como um tratamento personalizado após o diagnóstico da doença. Semelhantemente às vacinas tradicionais, elas preparam o sistema imunológico para identificar um alvo específico, neste caso, as células cancerígenas do paciente.

Para Elliot, por exemplo, uma amostra do seu tumor foi enviada para os laboratórios da BioNTech na Alemanha, onde foram identificadas até 20 mutações específicas associadas ao seu câncer.

O objetivo, afinal, é que a vacina prepare o sistema imunológico de Elliot para reconhecer e eliminar qualquer vestígio residual de câncer. Isso aumentaria significativamente suas chances de remissão duradoura da doença.

Ensaios Clínicos e Perspectivas para o Tratamento

Atualmente, há um grande otimismo em relação ao potencial das vacinas de mRNA para o tratamento do câncer. Logo, existe a esperança de que essas vacinas possam provocar menos efeitos colaterais do que a quimioterapia convencional. Os estudos estão programados para serem concluídos até 2027.

Recentemente, um paciente em Londres recebeu uma vacina personalizada de mRNA contra o melanoma, uma forma grave de câncer de pele. Empresas como Moderna e BioNTech já iniciaram ou planejam testes com vacinas de mRNA visando diversos tipos de tumores, incluindo câncer de pulmão, mama e bexiga.

Referência: G1 Globo.

Siga a SPX nas Redes Sociais!

Gostou? Clique aqui e siga a SPX Clínica nas redes sociais e fique por dentro de todas as novidades sobre saúde!

Últimas Notícias

1