Santana de Paraíba
11 | 2450-6000

Taubaté
12 | 3608-2770

Joinvile
47 | 3033-2200

Serviços >> 11 99573-8049

Santana de Paraíba
11 | 97547-2578

Taubaté
12 | 99794-8410

Joinville
47 | 99234-6918

Os primeiros casos do novo coronavírus já foram confirmados no Brasil e, por isso, é muito importante buscar informações que sejam verdadeiras para que não seja instalado um ambiente de pânico. 

O COVID-19 é de uma família de vírus que causa doenças respiratórias, por isso, os principais sintomas estão ligados principalmentes a doenças respiratórias, como tosse, dificuldade de respirar, batimento das asas nasais e etc., além de febre. Outros agravantes são visitas a áreas com transmissão local ou contato com pessoas que estiveram nessas áreas. 

Por se tratar de uma nova versão do vírus e ele já ser classificado como emergência global, é importante desvendar os mitos e verdades sobre essa nova doença. 

1) Morcegos são uma possível fonte de contaminação – MITO

Essa foi uma das primeiras informações que surgiu na internet, mas segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde) essa não é uma informação confirmada cientificamente.

2) O governo brasileiro desaconselha viagens para a China – VERDADE 

Essa recomendação está presente no boletim epidemiológico do Ministério da Saúde, já que o território chinês é uma área de transmissão ativa do COVID-19. Devemos lembrar que essa é uma recomendação e não uma proibição. 

3) Álcool gel não funciona como forma de prevenção – MITO 

Não só em relação ao coronavírus, mas a higienização das mãos é fundamental para evitar a transmissão de viroses respiratórias, por isso, o álcool gel pode ser um ótimo aliado, mas ele não deve substituir a lavagem correta das mãos. 

4) Antibióticos podem ser eficazes no tratamento ou prevenção do coronavírus – MITO

Primeiramente antibióticos não age contra vírus, mas sim contra bactérias, e até o atual momento, não existe medicação para tratar ou prevenir o novo coronavírus. 

As principais medidas de prevenção para a doença são:

  • Evitar aglomerações;
  • Cobrir o rosto com lenços ao espirrar;
  • Manter uma boa higiene das mãos;

Em caso de suspeitas é necessário procurar um médico para que as provas sejam realizadas. Então, fique atento de você apresentar tosse seca, febre, cansaço, dores no corpo, congestionamento nasal, inflamação na garganta e diarreia. Em casos mais extremos pode ocorrer síndrome respiratória aguda e insuficiência renal. 

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Enable Notifications    OK No thanks