Santana de Paraíba
11 | 2450-6000

Taubaté
12 | 3608-2770

Joinvile
47 | 3033-2200

Serviços >> 11 99573-8049

Santana de Paraíba
11 | 97547-2578

Taubaté
12 | 99794-8410

Joinville
47 | 99234-6918

ultrassom

O que é o exame de ultrassom ?

O ultrassom é um exame de imagem realizado por um transdutor,  Também chamado de ultrassonografia e ecografia. O  médico encosta na pele da pessoa um aparelho que emite e capta as ondas sonoras por meio do contato com o corpo humano. Com base nessa avaliação, imagens são formadas e investigadas por um médico.
O Ultrassom é um dos exames solicitados ao longo dos trimestres para acompanhar o crescimento e desenvolvimento do bebê. Confira o que é avaliado em cada período da gestação.
o que é exame de ultrassom

Para que serve o ultrassom ?

A gravidez é um momento único na vida de uma mulher, onde requer um cuidado maior com sua saúde. Para ter uma gestação saudável é necessário se alimentar de forma correta e equilibrada, beber muita água ao longo do dia, fazer atividades físicas sob orientação do seu médico e, principalmente, realizar os exames exigidos.

Por ser inofensivo, o exame é usado principalmente em crianças e gestantes, seja como parte do pré-natal ou no rastreamento de males em recém-nascidos. Mas não só isso.O teste também é empregado para traçar uma primeira avaliação do estado de órgãos internos, como o fígado e os rins. Nas mulheres, o ultrassom transvaginal analisa o útero, ovários e colo uterino.

Suspeitas de infecções como a apendicite, doenças que afetam a tireoide e os vasos sanguíneos, cálculos na vesícula e nos rins também são detectados pelo ultrassom em poucos minutos. Há ainda a possibilidade de analisar o estrago de lesões ortopédicas em tecidos moles, como ligamentos e cartilagem.

como é feito o exame de ultrassom

Como é feito o ultrassom ?

A pessoa é posicionada na maca – a parte do corpo a ser examinada pelo ultrassom não pode estar com roupas. É importante também que não haja ar entre o transdutor e a pele, o que comprometeria a qualidade das imagens. Para garantir, o médico radiologista lambuza o aparelho e próprio paciente com gel.

Durante o exame de ultrassom, que dura cerca de 30 minutos (o tempo varia conforme a aplicação), o dispositivo “troca sons” com o corpo. Como assim? Ora, as ondas sonoras entram e os ecos de sua passagem pelo corpo são “escutados” pelo computador, que transforma os sinais em fotos ou vídeos.

para que serve o ultrassom

Tipos de ultrassom

A partir dessa avaliação, imagens em 2D e em 3D são geradas e, então, interpretadas pelo radiologista, que emite laudos sobre a composição da parte do corpo investigada. Em tons de cinza, podem aparecer massas, lesões ou presença de líquidos, assim como alterações na estrutura, altura e composição de órgãos e tecidos moles.

Ultrassonografia 3D e 4D

Este é um tipo de exame que permite uma melhor visualização da estrutura a ser estudada, conferindo um aspecto mais real. A ultrassonografia em 4D além de permitir uma ótima observação do bebê ainda dentro da barriga da mãe, consegue captar seus movimentos em tempo real.

Elas são particularmente indicadas para a visualização do feto e podem ser realizadas a partir do 3º mês de gestação, mas melhores imagens são obtidas a partir do 6º mês de gravidez. Saiba mais detalhes do Ultrassom 3D e 4D.

Ultrassonografia da mama

No ultrassom da mama o médico pode observar a aparência de um caroço que pode ser sentido na palpação da mama. Isso ajuda a identificar se pode ser um nódulo benigno, suspeito ou câncer de mama, sendo ainda útil para avaliar os ductos mamários, e investigar as causas de dor na mama, por exemplo.

Como é feito: A mulher deve ficar deitada sem roupa e sutiã enquanto o médico passa o equipamento em toda área suspeita. É normal demorar mais tempo quando há cistos ou nódulos que precisam ser investigados. Esse exame não substitui a mamografia, mas pode ser pedido pelo médico se a mulher tiver mamas grandes e firmes, o que dificulta a realização da mamografia. Saiba mais detalhes do ultrassom da mama.

Ultrassonografia da tireoide

No ultrassom da tireoide médico observa o tamanho dessa glândula, seu formato e se ela possui algum nódulo. Esse exame pode ainda ser realizado para guiar uma biópsia para que seja retirada uma pequena amostra do tecido, em caso de suspeita de câncer, por exemplo.

Como é feito: A pessoa deve permanecer deitada de barriga para cima, e então é colocado um gel sobre o pescoço. O médico irá deslizar o aparelho e ver na tela do computador, como está a tireoide da pessoa. É normal durante o exame o médico perguntar se é a 1ª vez que faz o exame ou se houve alguma alteração em exames anteriores, para poder comparar os resultados. Confira os sintomas que podem indicar câncer de tireoide.

Ultrassonografia pélvica

Este exame é indicado para visualizar estruturas como útero, ovários e vasos sanguíneos desta região, podendo ser necessária para diagnosticar endometriose, por exemplo. Ela pode ser realizada colocando o transdutor na parte superior da barriga ou dentro da vagina, e neste último caso ela é chamada de ultrassonografia transvaginal. Saiba detalhes do ultrassom transvaginal.

Ultrassonografia abdominal

O ultrassom abdominal serve para investigar a dor no abdômen, se existem líquidos nessa região, ou avaliar órgãos como o fígado, rins, presença de massas e em caso de traumatismo ou pancada, na região da barriga. Além de também ser útil em caso de avaliação dos rins e as vias urinárias, por exemplo.

Como é feita: O médico irá indicar se é preciso fazer algum tipo de preparo antes, mas no caso de avaliação dos rins, das vias urinárias e da própria bexiga, antes do exame é recomendado jejum de 6 horas, e o exame precisa ser realizado com a bexiga cheia. Por isso crianças de 3 a 10 anos devem beber de 2 a 4 copos de água, adolescentes e adultos devem beber de 5 a 10 copos de água até 1 hora antes do exame, sem poder fazer xixi antes do exame.

Principais cuidados e contraindicações

Praticamente todo mundo pode se submeter a ele, mas há limitações técnicas. Por exemplo: para que as imagens sejam mais nítidas, não deve haver acúmulo ou sobreposição de gases entre o transdutor e o órgão a ser avaliado. Só que o corpo naturalmente produz gases – e isso pode atrapalhar a visualização.

O ultrassom também não vê perfeitamente estruturas mais profundas e densas, como a coluna. Nesses casos, o médico solicita outros testes, como a tomografia e a ressonância magnética, para complementar o diagnóstico.

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Enable Notifications    OK No thanks