Pré-Natal – Um ato de amor para a mamãe e o bebê

No dia de 15 de agosto é comemorado o Dia da Gestante,  e nós da SPX,  vamos falar sobre a importância e os benefícios  de manter o pré-natal em dia.

O pré-natal é o acompanhamento médico realizado pelo obstetra durante a gravidez e no período de puerpério (fase “pós-parto” que dura aproximadamente 45 dias), sendo indicado desde a fase em que a gestação é diagnosticada. 

Para entender como está a saúde da mãe e do feto são realizados uma série de exames e consultas, que incluem hemograma, teste de HIV, sorologia para Hepatite B e C, ultrassonografias, entre outros. 

Além dos exames, alguns pontos são analisados para a prevenção de possíveis transtornos na gravidez, como:

 

  • Preparação da mãe para o parto, maternidade e puericultura.
  • Orientação sobre hábitos e higiene durante o pré-natal. 
  • Orientação sobre a alimentação da gestante.
  • Orientações sobre o uso de medicamentos durante a gestação.
  • Tratamento de possíveis manifestações físicas da gravidez.
  • Tratamento de doenças que possam interferir na gravidez.
  • Prevenção de doenças próprias da gestação.
  • Auxílio psicológico para a mulher enfrentar a maternidade.

 

Esse é um procedimento imprescindível para a gestante, que previne e detecta precocemente patologias, podendo diminuir consideravelmente os riscos da gravidez e sendo capaz de proporcionar um desenvolvimento saudável ao feto. Deve haver uma comunicação entre o médico e a gestante como troca de experiências, promovendo uma melhor compreensão da gestação.

O pré-natal permite que o médico e a paciente enxerguem melhor as necessidades da gravidez e possam diagnosticar previamente possíveis problemas como:

 

  1. Identificação de doenças incluindo as silenciosas, como a hipertensão arterial, diabetes, anemias, cardiopatias, sífilis, entre outros.
  2. Identifica anomalias no feto, como a má formação que se detectadas no início, podem ser tratadas pelos médicos, proporcionando uma vida normal para o bebê.
  3. Avalia as características da placenta para tratá-la da melhor maneira, tendo em vista que se localizada em uma posição inapropriada, possibilita hemorragias graves.  
  4. Detecta antecipadamente a pré-eclâmpsia (toxemia), que é uma condição própria da gravidez. Caracteriza-se pelo aumento da pressão arterial, que pode resultar em convulsões e coma. A pré-eclâmpsia é considerada uma das maiores causas de morte no Brasil.
Fechar Menu