Santana de Paraíba
11 | 2450-6000

Taubaté
12 | 3608-2770

Joinvile
47 | 3033-2200

Serviços >> 11 99573-8049

Santana de Paraíba
11 | 97547-2578

Taubaté
12 | 99794-8410

Joinville
47 | 99234-6918

Proteja-se da conjuntivite de verão!
Você já ouviu o termo conjuntivite de verão? Apesar de ter os mesmos sintomas da “versão tradicional”, ela é diferente nas formas de contágio, que estão diretamente ligadas a alguns hábitos mais comuns durante os meses mais quentes do ano.
Veja como prevenir a doença para aproveitar a estação numa boa!
O que é a conjuntivite?
Conjuntivite é a inflamação da conjuntiva, membrana transparente e fina que reveste a parte da frente do globo ocular (o branco dos olhos) e o interior das pálpebras. Ela é provocada por vírus e bactérias, mas, também por reações alérgicas a poluentes ou substâncias irritantes, mudanças na temperatura, cloro de piscinas e areia da praia.
O calor e a umidade do ar favorecem a disseminação do vírus, podendo causar uma epidemia, principalmente em locais com grandes aglomerações como parques.
Quais os sintomas da conjuntivite?
Sensação de corpo estranho nos olhos, como se tivesse areia, fotofobia (sensibilidade à luz), lacrimejamento, coceira e secreção ao redor dos olhos. A partir de qualquer um desses sinais, recomenda-se procurar um médico para que ele faça o diagnóstico e oriente o tratamento correto.
Tratamento da conjuntivite
É fundamental consultar um oftalmologista antes de qualquer atitude, só ele pode confirmar o diagnóstico e indicar o uso de colírios, antibióticos ou anti-flamatórios.
Em geral, o incômodo pode durar de 7 a 14 dias, dependendo da infecção e do vírus ou bactéria causadora. É indicado pelo especialista limpar os olhos apenas com água filtrada ou mineral.

Tipos de Conjuntivites
1. Conjuntivite Viral
A conjuntivite viral é a inflamação da conjuntiva (parte branca do olho), e seu principal agente causador é o adenovírus. A doença é altamente contagiosa, mais frequente no verão.
2. Conjuntivite Alérgica
A conjuntivite alérgica é a mais comum e geralmente afeta ambos os olhos, sendo provocada por substâncias que provocam alergia, como por exemplo, pólen, pêlos de animais ou poeira. Geralmente afeta pessoas susceptíveis a alergia como em casos de rinite ou bronquite. Este tipo de conjuntivite não é transmissível e ocorrem mais vezes na primavera e no outono quando há muito pólen espalhado pelo ar.
3. Conjuntivite Bacteriana
A conjuntivite bacteriana acontece com bem menos frequência do que a conjuntivite alérgica, pois sua transmissão é mais difícil, sendo necessário um contato pessoal para que a doença seja transmitida. A cor da secreção produzida pelos olhos é o que diferencia a conjuntivite viral da bacteriana, sendo essa última responsável pelo aparecimento de um muco de cor amarelada ou esverdeada.

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *